SOS LÍNGUA PORTUGUESA

SOS LÍNGUA PORTUGUESA
Tire suas dúvidas. Faça perguntas!!

domingo, 3 de julho de 2011

REVISÃO DAS ORAÇÕES

1)Leia  as  afirmativas  sobre  a  fala  do  anjinho  no  segundo  quadrinho:
    I-A  palavra  me  é  um  pronome  pessoal  oblíquo  e  está  funcionando  como  um  objeto  direto  na  primeira  oração.
    II-A  segunda  oração  “...  e  tá  na  minha  vez...”  é  classificada  como  coordenada  sindética  adversativa,  pois  começa  pela  conjunção e.
    III-A  terceira  oração  “...há  três  rodadas...”  é  um  exemplo  caro  de  oração  de  sujeito  inexistente.
                                 Estão  corretas  as  afirmativas:
 a) I  e  II.            B) II  e  III.          c) I   e  III.           d) I,  II  e  III.        e) Nenhuma.

2)Na  frase   “Fala  que  eu  já  vou  resolver o  assunto”,  segundo  quadrinho,  a  segunda  oração  é:
    a)sub.  subst.l  subjetiva           b)sub.  subst.  objetiva  direta        
    c)sub.  adj.  explicativa             d)sub.  adj.  restritiva                  
                             e)sub.  subst.  obj.  indireta







3)As  palavras    não   e  já  (segundo  quadrinho)  e   só  (terceiro  quadrinho  constituem  exemplos  de:
    a)adjuntos  adnominais        b) objetos  indiretos        c) adjuntos  adverbiais
                            d)complementos  nominais          e) apostos 

 4)No  segundo  quadrinho,  a  palavra  Terra  aparece  emoldurada  por  duas  vírgulas  por  se  tratar  de  um:
    a) adj.  adverbial       b) aposto         c) vocativo       d) sujeito        e) objeto  direto

5)Na  oração  “...Se  o  Senhor  pode  tudo...”  (segundo  quadrinho)  temos  uma  idéia  de:
  a) concessão         b) condição      c)explicação        d) comparação         e) finalidade
                                              MOISÉS,  JESUS  E  O  VELHINHO
    1         Jogavam  golfe  Moisés,   Jesus  e  um  velhinho.  Moisés  colocou
    2    a  bola  no  pino  e  deu  a  primeira  tacada.   A  bola   caiu  num  lago.
    3    Moisés  chegou  chagou  à  beira  do  lago  e,  levantando   o  taco,  as
   4    águas   se   abriram.   Ele  entrou,  deu  a  segunda  tacada   e   a   bola 
   5    foi  diretamente   para   o   buraco.   Na  vez  de  Jesus  jogar,   a  bola
   6    também   foi   parar   no   lago,   mas   caiu   sobre   a   folha   de   uma
   7    vitória-régia.   Então,   Jesus   caminhou   sobre  as   águas,   foi   até   a
   8    planta   e   deu   a   segunda  tacada,   mandando   a   bola   para   o  bu-
   9    raco.   Aí  foi  a  vez  do  velhinho.   Ele,   todo    trêmulo,  preparou-se 
 10    para   dar   a   tacada   inicial.   A   bola   voou   para   fora   do   clube  e
 11    começou   a   cair   na   direção   de   um   riacho.    Nesse  instante, um
12    sapo   a   engoliu.   Pouco   depois,   um   gavião   agarrou  o  sapo.    Ao 
13    sobrevoar   o    campo,   o   gavião   soltou   o    sapo    que,   ao  cair,
14    bateu   com   o   peito   no    chão   e   cuspiu   a   bola    diretamente  
15    para   o   buraco.   Ao   acompanhar   toda   aquela   cena,   Moisés  
16    olha   para   Jesus   e   diz:   “Cara,   é   muito   chato   jogar   golfe
17    com   o   teu    pai.”                                        (Flávio   Alcaraz   Gomes)










6-Sobre  a  frase  “Ao  sobrevoar  o  campo,  o  gavião  soltou  o  sapo  que,  ao  cair,  bateu  com  o  peito  no  chão  e  cuspiu  a  bola  diretamente  para  o  buraco”  (linhas  12  a  15)  podemos  afirmar  que:
     I-A  expressão  o  gavião  é  o  sujeito  da  oração  onde  se  encontra.
     II-A  expressão  ao  cair    (linha  13) é  uma  oração  reduzida,  que  pode  ser  desdobrada  em  quando  caiu.
     III-O  sujeito  das  orações  que  iniciam  em  “...bateu  com  o  peito...” (linha  14)  é  
gavião.
     IV-A  expressão  inicial  “Ao  sobrevoar  o  campo”   (linha  12)   é  uma  oração  subordinada  adverbial temporal,  reduzida  de  infinitivo.
      V-A  palavra  que  (linha  13)  é  um  pronome  relativo  e  refere-se  ao  substantivo  sapo.
                         Estão  corretas  a  afirmativas:
       a)I,  II  e   III.       b) I,  II  e   IV.      c) I,  II,  IV  e   V.     d) II,  III  e  IV.    e) I,  II,  III, IV  e  V.


7-Observe  a  frase  “Jogavam  golfe  Moisés,  Jesus  e  um  velhinho”  (linha 1).
    Este  é  um  exemplo  de  período .....................................  e  sua  oração  se  chama ..........................................
    a) composto -  coordenada  assindética         b) simples – principal              
    c) composto – subordinada  adjetiva               d) simples – absoluta                                  
                        e) composto – subordinada  adverbial

                                                           LÍNGUA

             1               Alguns  vocábulos  há  nela  de  que  não  usam  senão
             2     as   fêmeas,  e  outros   que   não  servem   senão   para   os
             3     machos:   carece   de   três   letras,   convém   saber,  não  se
             4     acham  nela  F,  nem   L,   nem   R,  coisa  digna  de  espanto
             5     porque   assim   não   têm  Fé,  nem  Lei,   nem  Rei,  e  desta
             6     maneira  vivem  desordenadamente  sem  terem  além  disto
             7     conta,   nem   peso,   nem  medida.
                                (Trecho  da  crônica  de  Pero  de  Magalhães Gandavo)

8-As    orações  “...que  não  servem  senão  para  os  machos...”  (linha  2)  e  “...porque  assim  não  têm  Fé,  nem  Lei,  nem  Rei...”  (linha  5)  podem  ser  classificadas,  respectivamente,  como:
    a)  subordinada  substantiva  subjetiva  e  subordinada  adverbial  comparativa
    b)  coordenada  sindética  explicativa  e  subordinada  adverbial  causal
    c)  subordinada  adverbial  consecutiva  e  subordinada  adverbial  concessiva
    d)  subordinada  adjetiva  restritiva  e  subordinada  adverbial  causal
    e)  subordinada  adjetiva  explicativa  e  subordinada  adverbial  condicional

                                 ERRO    DE    PORTUGUÊS
                              1     Quando  o  português  chegou
                              2     Debaixo  duma  bruta  chuva
                              3     Vestiu  o  índio.’’
                       4     Que  pena!
                       5     Fosse  uma  manhã  de  sol
                       6     O  índio  tinha  despido
                       7     O  português.
                                      (Oswald  de  Andrade)
  









9-A oração  “Quando  o  português  chegou...”  (linha  1)  exprime  uma  circunstância  de:
   a) comparação          b) tempo         c) cauda         d) fim       e) consequência

 10)A  oração  “Fosse  uma  manhã  de  sol...”  (linha  5)  não  apresenta  conjunção,  mas  exprime  claramente  uma   circunstância    de:
     a) concessão           b) causa          c) finalidade           d) condição         e) tempo

11)Separe  as  orações  do  período  abaixo  e  classifique-as:
      a) As  suspeitas  recaíram  sobre  um  loiro  alto,  todavia  o  rapaz  não  sabia  nada  de  alemão   e   não  demonstrava  preocupação  alguma.
1ª   oração (copie):.................................................................................................................................
Classificação  da  oração:.....................................................................................................................
2ª  oração  (copie):................................................................................................................................
Classificação  da  oração:.................................................................................................................
3ª  oração  (copie):..............................................................................................................................

      b)Seria  conveniente  que  você  contasse  que  bateu  o  carro  dele.
1ª  oração  (copie):.............................................................................................................................
Classificação  da  oração:................................................................................................................
2ª  oração  (copie):............................................................................................................................
Classificação  da  oração:..............................................................................................................
3ª  oração  (copie):..........................................................................................................................
Classificação  da  oração:..............................................................................................................

       c) À  proporção  que  estudavam,   iam  se  esclarecendo  as  dúvidas   que  os  alunos  ainda tinham.
1ª  oração  (copie):..........................................................................................................................
Classificação  da  oração:............................................................................................................
2ª  oração  (copie):.......................................................................................................................
Classificação  da  oração:...........................................................................................................
3ª  oração  (copie):.......................................................................................................................
Classificação  da  oração:...........................................................................................................

12. Indicar a alternativa que contenha período  composto por subordinação  e  coordenação.
a) Quem não se comove de repente quando está procurando um aviso de banco e encontra uma conta de hotel.
b) Meus arquivos, na sua desordem, não revelam apenas a imaginação  desordenada e o capricho estranho da minha secretária.
e) Não importa que ela faça sumir, por exemplo, minha carteira de identidade.
d) Afinal estou cansado de saber que sou eu mesmo.

13. Assinalar a alternativa em que há um período simples.
a) “Onze amigos! Verdade é que não houve cartas nem anúncio.
b) “Algum tempo hesitei se devia abrir estas memórias pelo principio ou pelo fim.
c) “Este ar sombrio, estas gotas do céu, aquelas nuvens escuras que cobrem o azul como um crepe funéreo.
d) Expirei às duas horas da tarde de uma sexta-feira do mês de agosto de 1869, na minha bela  chácara de Catumbi.

14. Assinale a alternativa em que o pronome relativo foi utilizado incorretamente na junção das frases para formar um único período.
a) A sábia natureza me abençoará eternamente. Dediquei a ela minha longa vida 
    A sábia natureza, a que dediquei  minha longa vida. abençoar-me-á eternamente,
b) Vivo em sintonia com aquela centenária árvore. Sob sua rama jaz minha infância.
     Vivo em sintonia com aquela centenária árvore, sob cuja rama jaz minha infância.
c) Aquele rio é saudosa lembrança. Em suas águas douradas, deixei minha inocência.
      Aquele rio em cujas águas douradas deixei minha inocência é saudoso lembrança.
d) A velha e amada casa fica no alto da montanha, quase a tocar o céu. Eu nasci naquela casa.
    A velha e amada casa  na cuja nasci fica no alto da montanha, quase a tocar o céu.

15. “A Terra é uma paisagem  imensa que Deus nos deu.  Temos que olhar para ela de tal modo que ela chegue até nós sem deformação. Ninguém duvida de que a essência das coisas não seja a realidade exterior. A realidade tem que ser criada por nós. A significação do assunto deve ser sentida.” (Domício Proença Filho)
       Em relação às orações subordinadas do texto acima, é incorreto afirmar que
a) “que Deus nos deu” é adjetiva restritiva e tem valor  de adjunto adnominal, visto que qualifica “paisagem”;
b) “de que a essência das coisas não seja a sua realidade exterior” é substantiva objetiva indireta, que pode ser substituída por “disso”, sem prejuízo da função sintática.
e) “que ela chegue a nós sem deformação” é adverbial consecutiva, pois, ao aprendermos a olhar para a Terra de maneira especial, ela nos parecerá, consequentemente, sem deformação.
d) “que olhar” e “que ser criada” são substantivas objetiva diretas e equivalem aos substantivos olhos e criação.

16. Leia  o texto abaixo:
“Imagine se a paixão fosse a única causa de dor no coração. Isso ainda é imaginação. Mas pode tornar-se realidade. (...) Assim, algum dia, a única cura necessária para um coração que sofre será o sorriso da pessoa amada.”           (Veja, cd. 1563, ano 31, n°36 — 9 de set. de 1998)
      Coloque C para certo e E para errado com relação à análise sintática dos períodos do texto em questão e assinale a alternativa que contém a seqüência correta.
I - (   ) “se a paixão fosse a única causa de dor no coração” é uma oração subordinada substantiva objetiva direta.
II- (   ) O 2º e  o 3º  períodos são compostos.
III – (   ) O 4º  período é composto por coordenação e subordinação.
IV – (    ) “ a única cura necessária para um coração que sofre” é a oração principal do 4º  período.
             a) C-E-E-C        b) E-C-E-E          c) C-E-C-C         d) C-E-.E-E

17. “João amava Tereza que amava Raimundo
        que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili
        que não amava ninguém.”
                                        No texto acima:
I -  há ausência de orações adjetivas restritivas, o que se pode observar pela ausência de pontuação.
II - mesmo com ausência de pontuação, há sequência de orações adjetivas explicativas, devido à liberdade gramatical, própria da poesia.
III - devido à necessidade de projetar rapidamente o pronome relativo na oração seguinte, existem orações explicativas sem marcas de pontuação, a fim de garantir o ritmo da “Quadrilha”.
IV- há quebra das normas gramaticais, a fim de garantir a integração da estrutura morfossintática do texto com a mensagem pretendida.
                        É(São) verdadeira(s) a(s) idéia(s) de:
 a) I apenas.              b) II apenas.                c) III apenas.                d) III e IV apenas

18. Observar:
Oração principal: A notícia chocou.
Consequência da notícia: Um dos presentes desmaiou. Razão ou explicação: Ele sofria de hipertensão.
      A alternativa que expressa com mais clareza e propriedade as ideias propostas acima é:
a) A notícia chocou tanto, que um dos presentes desmaiou, já que sofria de hipertensão.
b) A notícia chocou porque um dos presentes desmaiou; ele sofria de hipertensão.
c) Porque um dos presentes sofria de hipertensão, desmaiou, tanto que a notícia chocou.
d) Porque sofria de hipertensão, desmaiou do choque que levou com a notícia.
.
19.Ler os períodos abaixo e assinalar a alternativa que contém a afirmação correta sobre as orações reduzidas sublinhadas.
I - “Apartando-se do ajudante, Arnaldo esteve algum tempo a refletir e encaminhou-se para a gruta.” (José de Alencar)
II - Terminada a leitura, a pirâmide se desmanchou depressa e Josias desapareceu.
III - “Nossa teoria fora a primeira a cair por terra.” (A. Herculano)
IV- “Quem é que se livra de ser logrado uma vez, ainda mais daquela maneira?” (José de Alencar) 
a) I e II expressam idéia de tempo;         c) II e IV são orações de sentido independente;
b) I e III expressam idéia de restrição;    d) III e IV complementam verbos transitivos diretos.

20. No trecho “Creio que anos atrás seria impensável que um jornal da indiscutível categoria da Folha desse calmamente aos leitores,..”, há uma oração principal seguida de:
a) duas orações subordinadas substantivas objetivas diretas;
b) uma oração subordinada substantiva objetiva indireta, uma oração subordinada substantiva subjetiva; .
c) uma oração subordinada subjetiva objetiva indireta, uma oração subordinada adjetiva restritiva;
d) uma oração subordinada substantiva objetiva direta, uma oração subordinada substantiva subjetiva.

Gabarito: 1-c, 2-b, 3-c, 4-b, 5-b, 6-c, 7-d, 8-d, 9-b, 10-d, 11- a) As  suspeitas  recaíram  sobre  um  loiro  alto(oração principal) , / todavia  o  rapaz  não  sabia  nada  de  alemão (oração coordenada sindética adversativa)/  e   não  demonstrava  preocupação  alguma. (oração coordenada sindética aditiva) b)Seria  conveniente (oração principal) /que  você  contasse(oração subordinada substantiva subjetiva) / que  bateu  o  carro  dele.(oração subordinada substantiva objetiva direta) c) À  proporção  que  estudavam,(oração subordinada adverbial proporcional) /  iam  se  esclarecendo  as  dúvidas (oração principal) /  que  os  alunos  ainda tinham.(oração subordinada adjetiva restritiva)
12-a, 13-d, 14-d, 15-d, 16-d, 17-d, 18-a, 19-a, 20-d.

Nenhum comentário:

Postar um comentário