ANÁLISE    SINTÁTICA  INTERNA
                       É o estudo das funções sintáticas das palavras dentro da oração.
           A análise sintática interna estuda os  termos  que  formam  a  oração,  que  se  dividem  em:
  Termos  essenciais:  sujeito  e  predicado.
  Termos  integrantes:  objeto  direto,  objeto  indireto,  complemento  nominal  e  agente  da  passiva.
  Termos  acessórios:   adjunto  adnominal,  adjunto  adverbial  e  aposto.
  Vocativo:  termo  que  não  é  considerado  parte  da  oração.
    
A-TERMOS   ESSENCIAIS  DA  ORAÇÃO -  São  os  mais  importantes  da  oração:
Sujeito – aquele de quem se fala.       Predicado  – aquilo que se diz sobre o sujeito.
 
     1-SUJEITO -  Aquele  de  quem  se  fala.     Exemplos:    O  aluno   chegou.
Leia Mais

                                                



1.CONTEXTO
• Século das Luzes (1700-1800)Iluminismo (Razão, liberdade de
   pensamento, progresso científico e social).
• Elaboração e publicação da Enciclopédia, na França.
• A Revolução Francesa (1789).
• Em Portugal: o governo iluminista do Marquês de Pombal.
• Vila Rica, MG: Inconfidência Mineira.
2.MARCO INICIAL
Obras (1768) — livro de poemas de Cláudio Manuel da Costa.
3.CARACTERÍSTICAS
.  Influências ideológicas do Iluminismo.
. Influências estéticas do Classicismo greco-latino e renascentista.
. Racionalismo predominando sobre o sentimentalismo e a religiosidade.
. Preocupação com a educação moral e intelectual. Combate aos
   exageros verbais do Barroco.
• Linguagem mais simples, direta, objetiva.
. A Natureza como modelo de sabedoria, harmonia e felicidade.
  Bucolismo, pastoralismo, exaltação da vida no campo
Leia Mais
                                                 ADVÉRBIOS
                Palavras  que  acompanham  um  verbo,  um  adjetivo  ou  outro  advérbio.
                       Ex.:  Ele  estuda  muito.  Ele  é   muito  estudioso.  Ele  fala  muito  bem.
                                       verbo    adv.                   adv.     adjetivo                   adv.    adv.

                                        A)CLASSIFICAÇÃO   DOS   ADVÉRBIOS
     a) Afirmação:  sim,  certamente,  realmente,  efetivamente,  deveras...
     b) Dúvida:  talvez,  acaso,  provavelmente,  decerto,  porventura...
     c) Intensidade:  muito,  pouco,  bastante,  meio,  demasiado,  mais,  menos,  tão,  demais,  bem,  mal, quase,  apenas,    excessivamente,  demasiadamente...
     d)Lugar:  aqui,  ali, lá,  cá,  longe,  perto,  acima,  abaixo,  aí,  além,  atrás,  fora,  dentro,  adiante, defronte
     e)Modo:  bem,  mal,  assim,  depressa,  debalde,  melhor,  pior,  adrede,  calma
livremente, propositalmente...    A  maioria  dos  terminados  em  mente.
     f)  Negação:  não,   tampouco...
Leia Mais

                                                                VERBOS
     Verbo é a palavra que podemos conjugar.
     Conjugar é fazer a palavra passar por quatro variações ou flexões, que recebem o nome de conjugação.         
     O verbo é uma  palavras  que  indica  ação,  estado ou  fenômeno.
Ação:  trabalhar,  estudar,  correr...            Estado:  ser, estar,  permanecer,  parecer...    
Fenômeno: chover,  trovejar,  relampejar...         
     Os  verbos são  palavras  que  ocorrem  sempre  numa  perspectiva  de  tempo (presente,  pretérito,  futuro),  flexionando-se  em  pessoa  e  número

1-CONJUGAÇÃO  VERBAL        

     Conjugar  um  verbo  é  colocá-lo  numa  determinada  pessoa,  tempo  e  modo.

    a) As conjugações  verbais  são  três:
*    conjugação -  Verbos  terminados  em  AR:  andar,  trabalhar,  estudar...
*    conjugação -  Verbos  terminados  em  ER:  correr,  escrever,  vender...
*    conjugação -  Vernos  terminados  em  IR:  partir,  sorrir,  cair...
 Observação:  O  verbo  pôr  e  seus  derivados  são  considerados  da    conjugação,  pois  antigamente  era  poer,  vindo do  latim  ponere.
Leia Mais
ADJETIVOS


Acompanham ou modificam os substantivos, dando-lhes uma qualidade um estado ou condição.

Ex.:  aluno  inteligente   pessoa  triste      homem  bom      bom  homem
        subst.      adj.            subst.   adj.          subst.    adj.        adj.    subst.


FORMAÇÃO DOS ADJETIVO

Quanto à formação, o adjetivo pode ser

1) Primitivo — o que não deriva de outra palavra: bom, forte, feliz, etc.
2) Derivado — o que deriva de substantivos ou verbos: famoso, carnavalesco, amado, etc.
3) Simples — o que é formado de um só elemento: brasileiro, escuro, etc.
4) Composto — o que é formado de mais de um elemento: luso-brasileiro, castanho-escuro, etc.
Leia Mais

                                                    PRONOMES

     Pronome é a palavra que substitui ou acompanha um substantivo, indicando a pessoa gramatical a que ele pertence. Por exemplo:

Ela chegou, mas não a vi.
Nosso carro é aquele calhambeque.

     Ela e a, na primeira frase, são pronomes, porque substituem um  substantivo qualquer (Luísa. Flávia, Amélia, etc.). indicando a 3ª pessoa gramatical (aquela de quem se fala).

     Nosso e aquele, na segunda frase, são pronomes, porque acompanham um substantivo (carro e calhambeque, pela ordem); nosso indica a 1ª pessoa (o falante); aquele indica a 3ª pessoa (a de quem se fala).

      Os pronomes que substituem o substantivo (como, por exemplo, ela e a) são chama-dos pronomes substantivos; os pronomes que acompanham o substantivo (como, por exemplo, nosso e aquele) são chamados pronomes adjetivos .
Leia Mais

A PARTIR DAQUI SERÃO ABORDADOS ASPECTOS E AUTORES QUE NÃO APARECERAM NAS QUESTÕES DAS PROVAS  ACIMA ANALISADAS.

                       I – QUINHENTISMO (1500 – 1601)
                                               1) Literatura de Informação

1.CONTEXTO
• Ciclo das grandes navegações portuguesas.
. Descoberta e colonização do Brasil (1500-1600).
2.MARCO INICIAL
. A Carta de Pero Vaz de Caminha (1500). Características:
a) Linguagem — observação, lirismo, descrição, senso de humor,
    simpatia pelos indígenas;
 b) Assunto — notícia da descoberta e dos primeiros contatos com a nova  terra e seus habitantes;
e) Ideologia — objetivos mercantilistas e expansão do Catolicismo.
3.OUTRAS OBRAS
. Diário de navegação, escrito por Pero Lopes de Sousa; roteiro da expedição de Martim Afonso de Portugal ao Brasil.
. História da Província de Santa Cruz, a que vulgarmente chamamos Brasil, escrita por Peso de Magalhães Gandavo; primeira história do Brasil.
.Tratado descritivo do Brasil, escrito por Gabriel Soares de Sonsa; obra mais completa sobre o Brasil do século XVI.
• Diálogos das Grandezas do Brasil, atribuído a Ambrósio Fernandes Brandão; obra ufanista e realista sobre as riquezas do Brasil e a colonização portuguesa.
Leia Mais

                                    NÚMERO  DOS  SUBSTANTIVOS
               
             O  substantivo  possui  dois  números:  o  singular  e  o  plural.
                                          
                           PLURAL  DOS  SUBSTANTIVOS  SIMPLES

a) REGRA  GERAL -  Acréscimo  de  S:  aluno / alunos,  árvore / árvores...

b)VARIAÇÕES:
    • ÃO  =  ÃOS:  cidadão / cidadãos   . AL, EL, OL, UL  =  IS:  canal / canais,                     
       .  ÕES:  espião / espiões                  anel / anéis, anzol / anzóis,  paul / pauis
        . ÃES:  capitão / capitães
.  M =  NS :  álbum / álbuns                      . IL =  IS:  barril / barris  (oxítonos)
                                                                EIS: projétil / propéteis (paraxítonos)                        
  R ,  S, Z  =  ES:  colher / colheres ,  giz / gizes,  obus / obuses...

c) INVARIÁVEIS:  Os  paroxítonos  terminados  em  S  e  X: 
pires      lápis      cútis        miosótis      lápis         fênix          látex        paraquedas
atlas      ônus      vírus       ônix             bônus      ourives      ônibus     pararraios
Leia Mais