SOS LÍNGUA PORTUGUESA

SOS LÍNGUA PORTUGUESA
Tire suas dúvidas. Faça perguntas!!

sábado, 19 de fevereiro de 2011

SINTAXE (continuação 3)

               II-FUNÇÕES  DAS  PALAVRAS  “QUE”  E  “SE
                                
                                    1-A  PALAVRA  “QUE”
   a)FUNÇÕES  MORFOLÓGICAS 
São  as  funções  que  a  palavra  exerce  de acordo  com  a  classe  gramatical  em
]que  é usada  na   frase.
         1-SUBSTANTIVO -  Significando  “alguma  coisa,”  (precedido  de  artigo, 
adjetivo,  pronome...). 
Ex.:  Ela  tem  um  quê de  misterioso.       Havia  um  certo quê  no ar.
     
         2-PREPOSIÇÃO Em  lugar  de “de,  geralmente  entre dois verbos.
 Ex.: Tenho que sair.

         3-INTERJEIÇÃO – Indicando  emoção,  sentimento.
 Ex. Quê!  Você  ainda  não  terminou  o  trabalho?

         4-PARTÍCULA  EXPLETIVA  OU  DE  REALCE Pode  ser  retirada  da  frase.
 Ex.: Quase  que  não  consigo  terminar  o  trabalho.

          5-ADVÉRBIO – Acompanhando  adjetivo  ou  advérbio  para  dar  intensidade (muito).
Ex.:Que lindas são aquelas crianças.! Que longe é a tua casa!                                                           -
          6--PRONOME  RELATIVO -  Pode  ser  trocado  por  “o  qual”  (ou  variações). 
Ex.: Não  encontramos  as  pessoas  que  saíram    pouco.   (as  quais  saíram...)

          7-PRONOME  INDEFINIDO  SUBSTANTIVO -  Significando    que  coisa”.
             Ex.: Que  não  faria  eu  por  você.
           
          8-PRONOME  INDEFINIDO  ADJETIVO -  Acompanhando  substantivo  e  significando  “quanto”. 
Ex.: Que  dinheiro  gasto  à  toa!             Que  coisa  feia  você fez!

          9-PRONOME  INTERROGATIVO  SUBSTANTIVO -  Usado  em  perguntas.
 Ex.: Que  houve  com  você?        Você precisa  de  quê?

          10-PRONOME  INTERROGATIVO  ADJETIVO  Usado  em  perguntas  ao  lado  de  um  substantivo.    Ex.:  Que  história  é  essa?     Que  dia  é  hoje?
                    
         11- CONJUNÇÃO -  Ligando  duas  orações.
Ex.: Chovia  que chovia  sem  parar.   (e – coordenativa  aditiva)
        Venha,  que  eu  espero.  ( porque – coordenativa  explicativa)  .
        Outro,  que não  eu,  irá  à  reunião.  (mas -  coordenativa  adversativa)
        Ele  afirma  que  não  voltará  mais.  (subordinativa  integrante)    
        Difícil  que  fosse  o  problema,  ele  o  resolveria. (embora – subordinativa  concessiva)
        Falei  tanto  que  fiquei  rouco.   (subordinativa  consecutiva)
        Não  podia  sair,  que  estava  cansado.  ( porque – subordinativa  causal)
        É    mais estudioso  que  o  irmão.  (subordinativa  comparativa)
        Não  passa  uma  hora   sem  que  me  aborreças.  (subordinativa  condicional)
        Tudo  farei  para  que  voltes.  ( subordinativa  final)
        Todos  saíram  antes  que  ele  chagasse.  (subordinativa  temporal)

   B-FUNÇÕES  SINTÁTICAS
       São as  funções  que a  palavra exerce em  relação  às  outras  dentro  da  frase.  As  funções  sintática  da  palavra  que  somente  ocorrem  quando  ele  for  morfologicamente  um  pronome  relativo.
     
         *  Quando  o  QUE  estiver  sozinho,  isto  é,  sem  preposição  antes,  ele  pode  ser: 
              1-SUJEITO -  a  palavra  que ele  substitui  seria  o  sujeito.
             Ex.: Prenderam  os  homens / que  roubaram  o  banco.    ( QUE =  os  homens)
        
              2-PREDICATIVO  DO  SUJEITO – a palavra  que ele  substitui  seria  o  predicativo.
            Ex.: Mortais /  que  somos,/  devemos temer  a  Deus.  (QUE  =  mortais)

              3-OBJETO  DIRETO a  palavra  que  ele  substitui  seria  o  objeto  direto.
             Ex.:  A  polícia  levou  o  homem/ que  prendeu  ontem.  (QUE =  o  homem)
   
          * Quando  o  QUE  estiver  acompanhado  de  preposições  (de,  em,  a,  por,  para...),  ele  pode  ser:
              1-OBJETO  INDIRETO – a  palavra  que  ele  substitui  seria  o  objeto  indireto.
              Ex.: Assisti  ontem  à  peça / de  que  tanto  falaste,   ( DE  QUE  =  da  peça)

              2-COMPLEMENTO  NOMINAL - a  palavra  que  ele  substitui  seria  complemento  nominal.
              Ex.: O  trabalho / a  que  ele  era  dedicado/ foi  reconhecido.   (A  QUE  =  ao  trabalho)
  
              3-ADJUNTO  ADVERBIAL – a  palavra  que  ele  substitui  seria  adjunto  adverbial.
               Ex.: A   doença / de  que  morreu / era  gravíssima.   (DE  QUE  =  da  doença)

              NOTA:  Outros  pronomes  relativos  também  podem  exercer  funções  sintáticas.
                   Ex.: A  pessoa  /de quem  falaste/ está  aqui.   (DE  QUEM =  a  pessoa  =  objeto  indireto)
                           O  lugar / onde  moro / é  longe. (ONDE =  no  lugar  =  adjunto  adverbial  de  lugar)

                                       2-A  PALAVRA  “SE”
   a)FUNÇÕES  MORFOLÓGICAS
  De  acordo com  a classe  gramatical  em  que  é  usada.                                                                                                
          1-PARTE  INTEGRANTE  DO  VERBO -  Usado  com  verbos  pronominais.
             Ex.: Ele  arrependeu-se  do  que  fez.      A  professora  zangou-se  com  a  turma.

           2-PARTÍCULA  EXPLETIVA  OU  DE  REALCE  -  Pode  ser  retirado  da  frase.
           Ex.; Ela  se foi  para  Santa  Catarina.     (Ela  foi  para  Santa  Catarina)

           3-PARTÍCULA   APASSIVADORA  – Em  frase  na  voz  passiva  sintética  ou  pronominal.
              Ex.: Vendem-se  casas.     Aluga-se  um  apartamento.
         
           4-ÍNDICE  DE  INDETERMINAÇÃO  DO  SUJEITO – Verbo  intransitivo/  transitivo  indireto.        
              Ex.: Vive-se  bem  aqui.   Precisa-se  de  funcionários.  Aqui  se  está  bem.

           5-PRONOME  REFLEXIVO – Significando  “a  si  mesmo (a)”
              Ex.: Ele  cortou-se  com  a  faca.   Maria  olhava-se  no  espelho

           6-PRONOME  RECÍPROCO – Significando  “um  ao  outro”.
              Ex.: Os   jogadores  agrediram-se  ao  final  do  jogo.    Eles  abraçaram-se.

           7-CONJUNÇÃO -  Ligando  duas  orações.
              Ex.: Perguntei /  se  ele  estava  só.      ( conjunção  subordinativa  integrante)
                      Falarei /  se  você  ficar  quieto.   ( conjunção subordinativa condicional)
                     
b) FUNÇÕES  SINTÁTICAS
              O  pronome  se exerce  funções  sintáticas  somente  quando usado como  pronome  reflexivo   ou   recíproco.     
             1-SUJEITO  DE  VERBO  NO  INFINITIVO – Entre  dois  verbos,  sendo  o  segundo  no  infinitivo.
               Ex.: Ela  deixou-se  ficar  na  janela.    Sofia  comprometeu-se  a  levar  o  bolo.

              2-OBJETO  DIRETO – Com  verbo  transitivo  direto.
               Ex.: O pobre  homem  enforcou-se.

               3-OBJETO  INDIRETO – Com  verbo  transitivo  indireto.
              Ex.: Esse  rapaz  dá-se  muita  importância.

Nenhum comentário:

Postar um comentário