SOS LÍNGUA PORTUGUESA

SOS LÍNGUA PORTUGUESA
Tire suas dúvidas. Faça perguntas!!

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

VI – O PARNASIANISMO (1882 – 1893)



1.CONTEXTO
Contemporâneo do Realismo, com ele mantendo afinidades estéticas. Restrito ao campo da poesia.
. Publicação, na França, de Le Parnasse Contemporain (3 números: 1866 - 69 - 76) antologia de poemas,com destaque para Théofile Gautier, Théodore de Banville e Leconte de Lisle — iniciadores do Parnasianismo.
2.MARCO INICIAL
Fanfarras (1882) - livro de poemas de Teófilo Dias.

3.CARACTERÍSTICAS
A arte pela arte: a arte tem por fim a Beleza; descompromisso com outros objetivos.
Culto à forma ou formalismo: busca da perfeição técnica; trabalho do artista como um artesanato.
Objetividade: recriação fiel da realidade.
Impassibilidade: não envolvimento emocional.
Descritivismo: forte tendência pata a descrição, para o pictórico.
Preferência pelo soneto.

4.TRÍADE  
    PARNASIANA
. Olavo Bilac : Livro: Poesias (composto por: Panóplias, Via-Láctea, Sarças de Fogo, Alma Inquieta, As Viagens, O Caçador de  Esmeraldas, Tarde). 
Temas: lirismo amoroso (espiritualizado; sensual); assuntos do Clas-sicismo grego-romano; temas patrióticos; em Tarde: reflexões sobre a vida.
Estilo: apuro e correção de linguagem, precisão vocabular, habilidade  versificatória, preferência pelo soneto.
Poemas famosos: Profissão de Fé, Nel mezzo del camin, O Caçador de Esmeraldas, Ora (direis) ouvir estrelas!, A um poeta, Língua Portuguesa.
Raimundo Correia. — Livro: Poesias (antologia dos livros anteriores: Sinfonias, Versos e versões, Aleluias, mais alguns poemas inéditos).
Temática: a mulher, a natureza, o sentimento doloroso da vida, a  lunaridade.
Estilo: linguagem cuidada, escolha precisa e expressiva dos vocábulos, versatilidade rítmica, musicalidade, habilidade versificatória, gosto pelo soneto.
Poemas famosos: A cavalgada, Plena nudez, Mal secreto, As pombas,  Plenilúnio, Banzo.
.Alberto de Oliveira — Obra vasta, destacam-se:  Os livros Meridionais, Versos e Rimas.
Temática: natureza, lirismo amoroso, descrição de objetos.
Estilo: qualidade desigual, malabarismos verbais, artificialismo formal,  preciosismo vocabular, habilidade descritiva.
Poemas famosos: Vaso grego, Vaso chinês.
5.OUTROS  PARNASIANOS
Vicente de Carvalho -  Livro: Poemas e Canções. É o poeta do mar. Poemas sobre a natureza. Simplicidade de linguagem, musicalidade.
Poemas famosos: Cantigas praianas, Palavras ao mar.
Emílio de MenezesLivros: Marcha fúnebre, Dies irae. Versatilidade técnico-formal. Também foi poeta satírico.
 Considere o texto abaixo.
“Torce, aprimora, alteia, lima a frase; e, enfim,
No verso de ouro engasta a rima, como um rubim.
Quero que a estrofe cristalina, dobrada ao jeito
Do ourives, saia da oficina sem um defeito.”
                     Olavo Bilac, “Profissão de Fé”
Deduz-se do texto que, para Olavo Bilac, o ideal da forma literária é
a) a estrofação.    b)a libertação.    c) a isometria.     
                     d) rima.     e) a perfeição.


  MAL  SECRETO
                                 Raimundo Correia
Se a cólera que espuma, a dor que mora
N’alma, e destrói cada ilusão que nasce.
Tudo o que punge, tudo o que devora
O coração, no rosto se estampasse;

Se se pudesse, o espírito que chora,
Ver através da máscara da face,
Quanta gente, talvez, que inveja agora
Nos causa, então piedade nos causasse.

Quanta gente que ri, talvez, consigo
 Guarda um atroz, recôndito inimigo,
Como invisível chaga cancerosa!

Quanta gente que ri, talvez existe,
 Cuja ventura única consiste
 Em parecer aos outros venturosa!

 VASO GREGO
                             Alberto de Oliveira
Esta, de áureos relevos, trabalhada
De divas mãos, brilhante copa, um dia,
Já de aos deuses servir corno cansada,
Vinda do Olimpo, a um novo deus servia.

Era o poeta de Teos que a suspendia
Então e, ora repleta ora, esvazada,
A taça amiga aos dedos seus tinia
Toda de roxas pétalas colmada.

Depois. * Mas o lavor da taça admira,
 Toca-a, e, do ouvido aproximando-a, às bordas
 Finas hás de lhe ouvir, canora e doce,

Ignota* voz, qual se da antiga lira
Fosse a encantada música das cordas,
Qual se essa a voz de Anacreonte fosse

Assinale a alternativa que exprime a oposição fundamental desse texto:
a)corpo versus espírito               b) gente feliz versus gente infeliz      
c) piedade versus falsidade      d) essência do ser versus  aparência     
                     e)dor versus falsidade

     VIA-LÁCTEA
                                Olavo Bilac
“Ora (direis) ouvir estrelas!Certo
Perdeste o senso!” E eu vos direi, no entanto,
Que, para ouvi-las, muita vez desperto
E abro as janelas, pálido de espanto...

E conversamos toda a noite, enquanto
A via-láctea, como um pálio aberto,
Cintila. E, ao vir do sol, saudoso e em pranto,
Inda as procuro pelo céu deserto.

Direis agora: “Tresloucado amigo!
Que conversas com elas? Que sentido
Tem o que dizem, quando estio com

E eu vos direi: “Amai para entendê-las!
Pois só quem ama pode ter ouvido
Capaz de ouvir e de entender estrelas.”

    VASO CHINÊS
                                Alberto de Oliveira
Estranho mimo, aquele vaso! Vi-o
Casualmente, uma vez, de um perfumado
Contador sobre o mármore luzidio,
Entre um leque e o começo fie um bordado.

Fino artista chinês, enamorado,
Nele pusera o coração doentio
Em rubras flores de um sutil lavrado,
Na tinta ardente, de um calor sombrio.

Mas, talvez por contraste à desventura —
Quem o sabe? — fie um velho mandarim
Também lá estava a singular figura:

Que arte, em pintá-la! A gente acaso vendo-a
Sentia um não sei quê com aquele chim
De olhos cortados à feição de amêndoas.


Poemas como “Anoitecer”  “A cavalgada”, de Raimundo Correia, ou “Vaso chinês” e “Vaso grego”, de Alberto de Oliveira,  exemplificam uma feição típica do Parnasianismo. É ela:
a) o descritivismo.       b) o pendor filosofante.     
c) a preocupação com temas particulares e individuais.
d) a valorização da Antiguidade greco-latina.   
 e) a expressão indireta do autor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário